google-site-verification=XWm5-ie7jtuIvxhkMX9Z60iXSuGOt9EX7CNTQDtQJTY
 

Sobre a Terapia Cognitiva Comportamental

A Terapia Cognitiva Comportamental é uma abordagem eclética que integra conceitos e técnicas das terapias: cognitiva e comportamental, tanto no que se refere aos pressupostos teóricos, quanto na forma como se dá a prática psicoterápica.

 

A Terapia Cognitiva é uma abordagem no campo das psicoterapias e da psicologia clínica. É breve e pode se completar em doze ou vinte e quatro sessões, além disso, estudos controlados de eficácias comprovam a sua eficiência. É um tratamento focado nos processos cognitivos, como a: atenção, percepção, representação, atribuições de significados, raciocínio, entre outros. É aplicável em adultos, crianças e adolescentes.

 

O princípio básico da Terapia Cognitiva é que os indivíduos não processam o real objetivamente e sim, subjetivamente, ou seja, atribuem a eventos, situações e comportamentos de outros um significado próprio. Explicando assim, o motivo de pessoas diferentes interpretarem o mesmo evento de formas distintas.

 

Atuará com a finalidade de desenvolver no paciente habilidades para solucionar os seus problemas. Portanto, a Terapia Cognitiva possui um sentido amplo, visa não apenas auxiliar os pacientes com as suas dificuldades, mas também transmitindo habilidades cognitivas, capacitando-os a gerenciar as suas vidas sem os prejuízos emocionais e comportamentais antes experienciados.

 

Por outro lado, as técnicas Comportamentais são empregadas para modificar condutas inadequadas relacionadas com o transtorno psiquiátrico em questão.

Sendo assim, a TCC é aplicada a vários tipos de transtornos, alguns deles, são:

 

-Depressão;

-Transtornos de Ansiedade:

          Síndrome do Pânico, Fobia Específica, Fobia Social, Estresse Pós-Traumático,   Transtorno Obsessivo-Compulsivo e Distúrbio de Ansiedade Generalizada;

-Transtornos alimentares, entre outros.